domingo, 22 de outubro de 2017

Para aquecer o coração


A 93 milhões de milhas do Sol
As pessoas preparam-se, preparam-se
Porque lá vem, é uma luz
Uma linda luz, além do horizonte
Para dentro de nossos olhos
Oh, minha nossa, que lindo
Oh, minha bela mãe
Ela me disse, filho, você irá longe na vida
Se fizer tudo direito, amará o lugar onde estiver
Apenas tenha certeza de que onde quer que vá
Você sempre poderá voltar para casa
A 240 mil milhas da Lua
Percorremos uma longa distância para pertencer a esse lugar
Para compartilhar essa vista da noite
Uma noite gloriosa
Além do horizonte há outro céu brilhante
Oh, minha nossa, que lindo
Oh, meu pai irrefutável
Ele me disse, filho, às vezes, pode parecer escuro
Mas a ausência da luz é uma parte necessária
Apenas tenha certeza de que você nunca está sozinho
Você sempre poderá voltar para casa
Você sempre pode voltar
Toda estrada que é uma subida escorregadia
Mas sempre há uma mão na qual você pode se segurar
Olhando profundamente pelo telescópio
Você pode perceber que seu lar está dentro de você
Apenas tenha certeza de que onde quer que você vá
Não, você nunca está sozinho
Você sempre voltará para casa
A 93 milhões de milhas do Sol
As pessoas preparam-se, preparam-se
Porque lá vem, é uma luz
Uma linda luz, além do horizonte
Para dentro de nossos olhos

sábado, 21 de outubro de 2017

Porque hoje é sábado



Essas coisas que escrevi
Quando tinha só vinte anos,
Hoje, hoje, que as reli
Nelas, antigas, não vi
Nenhuns antigos enganos.

Meus enganos são de agora.
Quando jovem, via certo.
Hoje é que a minha alma ignora
Porque a emoção foi-se embora
E a inteligência é deserto.

Quem me dera nessa idade
Em que a ciência de dizer
Era uma suavidade,
E eu conhecia verdade
Por nada inda conhecer!

Hoje, que penso e que sinto
Somente porque pensei,
Vivo dentro de um recinto
Que me aperta como um cinto
Que demasiado apertei.

Então eu era quem era
Sem pensar nem em sentir.
Bom tempo, quem o tivera
Ainda que como hera
A matar-me de cingir!

(Fernando Pessoa)

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Entre aspas



Ficar em silêncio não é apenas deixar de falar, mas educar os ouvidos para escutar tudo que está a nossa volta.
Mesmo no meio de um som estrondoso de uma orquestra, o bom maestro consegue reconhecer uma flauta que esteja desafinada.
Da mesma maneira, nós precisamos treinar nossa audição, até que ela seja capaz de ouvir a voz de Deus no meio do mercado.
(Anthony de Mello)

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Pensamentos daqui e dali



As mulheres guardam no mais profundo de cada célula de seu ser, o antigo conhecimento do divino feminino, garantem as avós. Como seus corpos estão sujeitos aos grandes ciclos da lua e das estrelas, a sabedoria das mulheres está conectada aos mesmos ciclos.
Sua sabedoria natural sobre os ritmos da vida, nascimento e morte, é muito mais ampla do que a de qualquer homem, e nunca deveria estar sujeita a nenhuma religião nem a leis judiciais. Lembrem-se, dizem as avós, que as mulheres têm sido abençoadas.
Somos infinitamente sábias, criadoras e fabricantes de vida, as crianças portadoras de sementes da Terra. Nós devemos ser fortes e andar com nosso poder e nosso conhecimento inato, sob a proteção dos quatro pontos cardeais. Com o mundo à beira da destruição, as mulheres devem despertar essa grande força que possuem e devolver ao mundo a paz mundial e harmonia.
Quando homens e mulheres puserem em movimento essa imensa força transformadora de amor incondicional que levam dentro, haverá uma grande mudança e cura.
(A voz das avós)

Contando um conto



- Vô, no inferno tem passarinho cantando?
- Inúmeros. A perder de ouvido.
- Tem flor?
- Milhares e milhares delas, as mais lindas que podemos imaginar e outras tantas que a gente nem consegue.
- Tem mar?
- Muitos. Aliás, praias, conchinhas, ondas e surfistas também.
- Tem abraço?
- Dos melhores.
- E o céu fica todo azulzinho quando faz sol?
- Fica. Céu assim é tão bonito que chega até a comover, né?
- As pessoas amam?
- Amam. Gente é feita pra amar, embora geralmente erre um monte de exercícios enquanto está aprendendo.
- Tem pipa?
- À beça.
- Tem chocolate?
- É claro! Pode existir algum lugar onde não haja chocolate?

O menino silenciou por alguns segundos, a expressão dizendo um desconcerto dos grandes, muito maior do que aquele que mostrou no tempo da primeira pergunta.
- Ué, vô, eu não entendo… Ouvi dizer que o inferno é tão ruim!
- E é.
- Mas se tem tudo isso…
- Tem, sim, amado, as mesmas coisas do céu que você imagina estão também no inferno. Todas elas.
- Então, é tudo igual?
- Não. A diferença é que no inferno as coisas todas do céu continuam presentes, mas, por temporária impossibilidade, a gente não consegue percebê-las.

(Ana Jácomo)

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Coisas d'alma




O medo que paralisa quase nunca está no perigo real, mas na falta de confiança que sentimos. Quando a confiança estiver em sua alma, o medo desaparecerá, porque a luz não conhece a escuridão.
(Roberto Shinyashiki)

terça-feira, 17 de outubro de 2017